Mais Viscoses

Quando saí pra comprar o tecido da capa de almofada, bati o olho numa banca de viscoses estampadas e não resisti… Comprei em duas estampas. Com uma delas fiz um vestido pra minha irmã, com saia evasê e bolso embutido lateral (pena que ela não teve saco pra vestir e tirar foto):

vestido

Sobrou tecido suficiente pra uma camiseta, então fiz uma pra mim. Nessa me aventurei a fazer um babadinho decorando o decote:

az2

Já a outra estampa virou essa aqui, que também levou enfeite: um laço meio retrô pra ficar a minha cara.

az1

Fiz o acabamento das cavas e decote de todas as peças com viés pronto, que até agora se mostrou o jeito mais fácil. Na bainha passei uma costura dupla, pra segurar bem e não ficar que nem essas que a gente compra e já começa a se desfazer na terceira lavagem. Parece até que foi feita na galoneira, ó:

bainha

Tão frescas, estão sendo as minhas preferidas da estação!

azs

Camisetas de Chiffon

Lembra quando eu disse que assim que comprasse mais panos ia fazer mais camisetas como essa? Pois é, achei uns chiffons com estampas lindas lá no Barro Preto:

monest

Fiz mais uma pra minha irmã, que ficou assim:

montvmE pra mim, essa aqui:

montaz

Pra não ficar tudo igual, inventei outro modelo que é, basicamente, a saída de praia transformada em blusa. Adicionei uma prega macho no decote e elástico na bainha:

montv

Como já é de praxe, fiz as costuras de união de todas as peças empregando a costura francesa. Embora sejam chatinhos pra costurar, adoro o caimento desses tecidos levinhos. E a maior alegria das donas de casa: não amarrotam!

Quem faz aniversário sou eu mas…

Quem ganha presente é a irmã!

Com um crepe estampado, terminei ontem essa regata de alcinhas super simples, tirando modelo de outra já pronta:

Imagem

Nas costas fiz uma prega macho e na união das laterais utilizei a costura francesa, que dispensa a necessidade de qualquer chuleado. Assim, o acabamento no avesso ficou bem mais bonito.

Imagem

Deu vontade de fazer várias desse modelo, deixa só eu comprar mais pano…

Já há algum tempo tinha feito esse vestido também, com uma viscose mais grossinha, super confortável.

Imagem

Ficou ótimo nela, mas fiquei traumatizada com o tecido, que além de escorregadio, amarrota demais e não risca com giz de alfaiate. Depois acabei descobrindo que giz de quadro negro risca bem melhor qualquer tecido, embora o traçado fique grosseiro.

Camiseta Peplum

Essa foi a primeira tentativa do corte princesa, que embora não esteja visível na foto, está ali substituindo as pences que modelam o busto, as costas e a cintura. Ainda dá pra melhorar bastante, fazendo algumas modificações no molde.

O babado que se estende da cintura até o comprimento final da blusa é o tal peplum, que valoriza bastante quadris estreitos e/ou pouca cintura.

frnte2

Para as costas, escolhi botões em um tom ligeiramente contrastante, de modo que além de funcional, ficasse decorativo.

costas

Com cinto vai ficar uma graça!

A Primeira Peça Bem Sucedida

DSC05147

Depois de muito sofrer com golas e mangas, quis fazer algo mais simples e com mais cara de verão. Fiz a modelagem baseada no molde básico da blusa e numa camiseta pronta da minha irmã. bem soltinha, bem decotada, com duas pregas na frente e os acabamentos da cava e decote feitos com viés.

Tirando a paciência de Jó pra conseguir pregar o viés bem certinho, foi de simples execução. bonitinha, né?

Update:

Depois de lavada, passada e usada, deu pra ver que a peça não ficou tão bem-sucedida assim. A escolha do tecido foi infeliz (popeline amarrota demais) e a as pregas criaram um volume na frente que não valorizou o caimento.